Livros que nos mudam

Já me aconteceu mais que uma vez.

Li o Uma Casa na Escuridão, do José Luís Peixoto no início do primeiro namoro arrebatador. E fez-me ver o Amor com outros olhos.

Quando a minha mãe morreu, li o Intermitências da Morte, do José Saramago. E ri-me às gargalhadas com uma maneira única de olhar a morte.

O meu melhor amigo ofereceu-me o Sidarta, de Herman Hesse. E comecei a ver a vida como a simplicidade que ela é quando o Homem não a tenta enquadrar num qualquer esquema mental ou ideológico.

Somos o produto daquilo que vivemos e, como tal, também somos aquilo que lemos.

 

Anúncios

2 thoughts on “Livros que nos mudam”

  1. Não podia concordar mais!
    Li “Os Filhos das Droga” no 8º ano e desde aí soube que a minha vida ia passar por ajudar esse mundo. Li “Vai, Onde te Leva no Coração” depois da morte do meu avô e foi a única coisa que me consolou. Entre tantos outros livros que retratam uma altura exacta da minha vida. 🙂 Se há coisa boa em viver, é poder ler! 🙂

    beijinhos, Mariana*

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s