Diletâncias

Hoje um amigo, mais velho que eu 25 anos, disse-me que anda a reparar que muita gente entre os 25 e 30 anos anda mais interessado na questão da espiritualidade. Deu-me que pensar.

Eu próprio comecei há uns meses um caminho pela “espiritualidade”. As aspas servem para me relembrar que não devemos confundir a religião com uma procura interior. E sim, também noto que há um ligeiro aumento na indagação em campos mais metafísicos como o yoga, a meditação, a alimentação natural e até uma certa religiosidade.

O que será que a minha geração procura? Que respostas?

O meu amigo, chamar-lhe-ei Marquês, colocou uma outra questão pertinente: estarão os valores da nossa sociedade – ou a falta deles – tão fúteis e efémeros que remetam a nossa juventude a um êxodo em busca de algo maior e mais significativo?

Teorizo com o que vejo e sinto em Lisboa. Gostava de ter mais dados, saber se há um aumento de pessoas nas igrejas, mesquitas e sinagogas de Portugal. Se há mais inscritos em centros de yoga, meditação e bem-estar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s