Dizer não à procrastinação.

Tenho andado afastado.

Sem qualquer desculpa, diga-se de passagem. Sim estive adoentado e com alguns problemas físicos mas sei que os usei como mera desculpa.

Hoje, estou a tentar voltar com um novo hábito. No meu último post falei-vos de estar a tentar criar o hábito de me levantar ainda mais cedo. Nisso, tive sucesso. Tenho acordado pelas 08h e tenho conseguido ter realmente mais tempo para mim. Mas isso parecia não ser o suficiente. Sentia que estava a desperdiçar a minha disponibilidade porque mesmo acordando mais cedo, a minha rotina permanecia inalterada: acordava, meditava, tomava o pequeno-almoço, banho e seguia para o trabalho. E pus-me a pensar: qual é o propósito de acordar mais cedo se acabo por fazer exactamente as mesmas coisas?

Olhando agora de um outra perspectiva, o acordar mais cedo deu-me exactamente o que eu precisava: tempo. Aqueles minutos extra antes de ir para o trabalho com os quais eu poderia fazer muita coisa. E ontem pus-me a pensar como poderia eu aproveitar este tempo, esta disponibilidade. Eis que me surge a ideia de escrever de manhã para o blog.

Numa das minhas deambulações pela blogosfera, acabei por me aperceber que existem milhares de bloggers com vidas tão complicadas, ou até mais, que a minha. Filhos, empregos que consomem mais que oito horas diárias de trabalho, etc. Então, qual era o meu problema?

Procrastinação, preguiça e falta de força de vontade. Hoje, decidi-me a escrever antes de ir para o trabalho, já depois de estar totalmente arranjado. E consegui uma boa meia-hora de escrita neste post. O que me prova que realmente eu tenho todas as ferramentas dentro de mim para atingir a mudança. Nos últimos três meses consegui mudar a minha dieta (com progressivas pequenas alterações), voltar ao exercício e começar a meditar. Tudo acções proveitosas cujos resultados são palpáveis no meu quotidiano.Mas ainda não estava a viver como queria. Faltava-me a paixão.

São as nossas paixões que também, mas não só, nos definem. Não são as projecções mentais do que queríamos ser, nem a idolatria às pessoas que achamos fascinantes. A distância de as conseguirmos está a um mero impulso da nossa força de vontade. Tenho vindo a ficar cada vez mais ciente deste facto.

Assim sendo, quero começar a escrever durante os dias da semana aqui no blog. As pequenas dicas que comigo funcionam, as minhas melhorias. Já acordo mais cedo. Agora é começar a escrever.

Anúncios

1 thought on “Dizer não à procrastinação.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s