Dois pequenos passos para uma grande mudança.

Com pequenos passos, tenho vindo a conseguir mudar comportamentos bastante nefastos para a minha saúde. A minha odisseia começou no inicío de Outubro, quando a balança do ginásio acusou uns terríveis 99.9 Kg. Estava a 100 gramas de um número com três dígitos e isso assustou-me. Sempre comi mal: eram raros os vegetais e frutas e era muita a abundância de bolachas, chocolates e guloseimas altamente processadas – e cheias de açúcares desnecessários. Esta semana, na quarta-feira, pesei-me e tive a primeira prova que as minhas pequenas mudanças estavam a surtir efeito: 96,9 Kg! O que mudou neste mês e meio?

1 – Exercício Físico

Em meados de Outubro comecei a praticar kickboxe três vezes por semana. Sempre odiei o conceito de ginásio, de me enfiar numa sala cheia de máquinas e ter que suar as estopinhas para conseguir perder peso. Não me atraía, nem me motivava. Até que um colega do trabalho sugeriu começarmos com o Kickboxe. Ele já tinha sido praticante da modalidade e eu, ex competidor de Judo, já sentia algumas saudades de um desporto de combate. E assim fomos: adorei, quis repetir e agora ninguém me pára. Na primeira aula/treino vomitei-me, tal foi o excesso de esforço e ingestão desregulada de água. Estava totalmente desabituado de qualquer exercício e as dores musculares acompanharam-me dias. Um mês e meio depois, recupero de um dia para o outro, já consigo correr 20 minutos de aquecimento sem qualquer problema e executar 1:30h de treino de kickboxe de seguida. Um pequeno primeiro passo com grandes resultados para mim: felicidade e bem estar físicos que já não sentia há muito tempo.

2 – Alimentação

Não sou nem pretendo ser nutricionista. Aliás, nem tenho qualquer tipo de formação na área da saúde. Mas sempre gostei de cozinhar e, claro está, de comer. Depois de ler alguns blogs de nutrição, como a Nitricionista, comecei a fazer 5-6 refeições por dia, com abundância em frutas e legumes, sejam na forma de batidos ou sopas, e a ter cuidado em não ingerir açucares desnecessários. Podem consultar aqui no blog os meus diários de alimentação para terem uma ideia do que ando a comer. E posso afirmar com alguma certeza que esta alimentação é bem mais regrada e ponderada do que outra qualquer que tenha feito na minha vida.

As mudanças começam a notar-se e estou contente. Sinto-me mais pleno, com mais resistência e mais vontade de viver a vida.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s